Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Penápolis, 23 de abril de 2018
Data: 10/08/2017 Hora: 08:03:00
Vereador Cabeça pede cuidados para descarte de medicamentos vencidos

A Câmara Municipal de Penápolis aprovou segunda-feira, dia 7, requerimento de autoria do vereador José  Antonio Ferrez Chacon, o "Cabeça" (PSD), com defesa de cuidados no descarte de medicamentos vencidos na cidade. O documento foi encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde. "Cabeça" questiona a administração municipal se existe programa específico para o caso. "É enorme a quantidade de medicamentos vencidos depositados indevidamente  nos sacos de coleta de lixo orgânico e até mesmo nos lixos  da coleta de recicláveis no município. Precisamos da promoção de campanha para que os medicamentos sejam descartados de forma correta",  diz justificativa do vereador. No requerimento, ele adianta proposta para colocação de caixas de recolhimento  em diversos estabelecimentos, principalmente nas unidades básicas de saúde e farmácias.

O vereador Pr. Bruno Marco (PSD), teve requerimento aprovado na busca informações sobre a distribuição de medicamentos nas unidades de saúde do município. A iniciativa foi motivada pela divulgação de matéria da prefeitura de que houve normalização no setor.  Pr. Bruno Marco questiona  quais medicamentos estão tendo fornecimento, estoque,  períodos de licitação para aquisição deles  e se houve pagamento aos fornecedores.

Emurpe: O vereador Evandro Tervedo Novaes (DEM), requereu à administração municipal informações sobre um ônibus no interior da sede da Emurpe. O democrata busca esclarecimentos  de quem é o veículo, como e quando foi adquirido e valor, inutilização e ato administrativo para retirada do motor.

O vereador Júlio Caetano (PSD), questiona através de requerimento  a realização de campanha publicitária  para aquisição de casa própria em conjunto residencial  administrado por empresa imobiliária.  A medida ocorre diante da chamada para comparecimento à sede da Emurpe. Um dos questionamentos consiste  qual contrapartida  a empresa que a administra a criação do conjunto habitacional, oferece à administração  municipal por comercializar casas particulares dentro de repartição pública.

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro

Data: 10-08-2017 08:03:00