Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Penápolis, 19 de abril de 2018
Data: 15/12/2017 Hora: 15:50:23
Câmara aprova instituição da campanha \"Casa de Apoio de Barretos Viva\"

Quem desejar contribuir para a manutenção da Casa de Apoio de Penápolis em Barretos terá como uma das opções a doação de dinheiro pela conta de água. A campanha, denominada "Casa de Apoio de Barretos Viva", foi aprovada quinta-feira, dia 14, por unanimidade pela Câmara Municipal, através de projeto de lei apresentado pelo Executivo. A iniciativa ocorre de forma igual ao que já foi feito com a  Santa Casa. Para contribuir, o interessado deverá informar ao agente recebedor o valor a ser acrescido em sua conta a favor da Associação da Casa de Apoio. No caso de débito automático será necessária autorização por escrito pelo colaborador à agência bancária. O projeto também dispõe que a prestação de contas da arrecadação com a campanha acontecerá até o dia 15 de cada mês. Segundo a administração municipal, muitas pessoas manifestam interesse em colaborar com a Casa de Apoio e a instituição da campanha ajudará a efetivação do apoio e na transparência da iniciativa.

Matadouro: A Câmara Municipal também aprovou projeto do Executivo para concessão de  desconto de 85% na conta de água do Matadouro , mesmo benefício concedido para entidades e outras repartições públicas. A proposta registrou divergências na sua discussão. O vereador Evandro Tervedo Novaes (DEM), manifestou preocupação de que o atendimento ao Matadouro, que passou a ter administração da iniciativa privada, possa representar abertura de precedente para que outras empresa particulares solicitem  o mesmo benefício.

A vereadora Ester Sezalpino Mioto (PSD), discursou em defesa da apresentação de planilhas de custos e número de funcionários no matadouro. A pessedista também questionou de onde sairá o valor  de aproximadamente R$ 3 mil a ser isentado.

O vereador Carlos Alberto Soares da Silva, o "Carlão da Educação" (PPS), disse que a cobrança de quase a totalidade da água no matadouro abrange o consumo em poço semi-artesiano. "A maioria da água não é a fornecida pelo Daep. Trata-se de uma situação importante o desconto para viabilização da permanência do empresário na administração do Matadouro".

O vereador Nardão Sacomani (DEM), ou eventual  não funcionamento do matadouro  causaria diversos problemas e aumento de custos  para o abate fora da cidade.

O vereador Rodolfo Valadão Ambrósio, o "Dr. Rodolfo" (PSD), reforçou preocupação de que o desconto poderia se tornar precedente para solicitações semelhantes da área privada e requereu o adiamento da votação para ampliação de estudos, o que foi rejeitado.   

Enviar esta notícia para um amigo

Reportar erro

Data: 15-12-2017 15:50:23